Carregando
Imagem de Série Concertos (Mandaguaçu)

SÉRIE CONCERTOS (MANDAGUAÇU)

Separador Gisele

Data de realização: 25/05/17
Horário de início: 20:00
Local: CENTRO CULTURAL DOMINGOS LANÇONI
Endereço: Rua Bernardino Bogo, 175, Centro - Ao lado da prefeitura
Cidade: Mandaguaçu - PR
Tipo do evento: Concertos
Concerto

Descrição

O MINISTÉRIO DA CULTURA E USINA SANTA TEREZINHA APRESENTAM:

Ópera Cosi Fan Tutte

ENTRADA FRANCA - RETIRE O BILHETE NO LINK ACIMA PARA ACESSAR O EVENTO

SINOPSE:

Così fan tutte é  considerada uma das obras-primas de Mozart e trata de infidelidades amorosas,  mais especificamente, das infidelidades femininas,  bem menos aceitáveis que as masculinas na época em que se passa a trama, o século XVIII.

Dois jovens oficiais, Ferrando e Guglielmo, apostam com o seu velho amigo Don Alfonso, que as suas noivas - as irmãs Fiordiligi e Dorabella - nunca seriam capazes de os traírem. O experiente D Alfonso propõe então aos jovens uma aposta, na qual eles deverão seguir suas instruções na farsa que  encenarão  às donzelas. Com a ajuda da criada das noivas,  Despina, são introduzidos na casa das duas irmãs disfarçados de albaneses. Cada um fará a corte à noivo do outro, para que não sejam reconhecidos.

A história chega em seu clímax  no momento onde um falso casamento está sendo engendrado por Don Alfonso, que confiante de ganhar a aposta  confirma, repetindo seu lema, que  Assim fazem todas, ou seja, Cosi fan Tutte  e a trama é desmascarada e os pares originais se reconciliam.

 

SOLISTAS:

Sóstenes Pereira (tenor) interpretando Ferrando: noivo da Dorabella

Camila Santiago (mezzo soprano) interpretando Dorabella: noiva de Ferrando e irmã de Fiordiligi

Thiago Stopa (barítono) interpretando Guglielmo: noivo da Fiordiligi

Karolyne Liesenberg (soprano) interpretando Fiordiligi: noiva de Guglielmo e irmã de Dorabella

Andrey Mira (baixo-barítono) interpretando Don Alfonso: velho sábio

Keidma Juliana (soprano) interpretando Despina: empregada das irmãs Dorabella e Fiordiligi

 

FICHA TÉCNICA e CURRÍCULO PRINCIPAL:

Maestro Alessandro Sangiorgi

Nascido em Ferrara, Italia, formado pelo Conservatorio de Milão, iniciou sua carreira internacional em Israel em 1989, regendo a Jerusalem Symphony Orchestra. 

Nascido em Ferrara, Italia, formado pelo Conservatorio de Milão, iniciou sua carreira internacional em Israel em 1989, regendo a Jerusalem Symphony Orchestra.  Em seguida (1990-1993) foi convidado como Maestro Residente pelo Teatro Municipal de São Paulo. No Brasil regeu tambem a Orquestra Sinfonica do Estado de São Paulo, a Orquestra Sinfonica Brasileira, a OSUSP, a OSUEL, a Orquestra Sinfonica da Bahia, a OER, a Orquestra Sinfonica Municipal de Campinas, a Orquestra Sinfonica de Porto Alegre, a Orquestra Petrobras Sinfonica, a Orquestra Sinfonica de Goiàs, a Orquestra Sinfonica do Theatro São Pedro (São Paulo), a Orquestra Sinfonica do Theatro da Paz (Belèm) e, de 1995 a 1998, a Orquestra Sinfonica do Theatro Municipal do Rio de Janeiro como Principal Regente Convidado. Apresenta-se regularmente na Europa, tendo sido convidado pelo Stadttheater de St.Gallen (Suiça), Teatro Nacional de Split (Croacia), Orchestra Regionale Toscana, Orquestra Filarmonica de Estado “Dinu Lipatti” (Romenia), Teatro Nacional de Belgrado (Servia), Teatro Nacional da Moravia-Silesia (Rep. Tcheca), Teatro Nacional de Bratislava (Rep. Eslovacca), Orquestra Sinfonica de Krasnoyarsk (Russia), Teatro dell’Opera di Roma, Orchestra Sinfonica Siciliana (Palermo, Italia).

De 2002 a 2010 foi Regente Titular e Diretor Artistico da Orquestra Sinfonica do Paranà, tendo sido responsavel pelo amplimento do reperorio sinfônico, por varias estreias mundiais e pelo retorno das montagens de opera. Em dezembro de 2009 foi agraciado pelo Presidente da Repubblica Italiana com o titulo de “Cavaliere dell’Ordine della Solidarietà”, concedido pelos meritos artisticos conseguidos no Exterior. De 2011 a 2012 foi Principal Guest Conductor na Opera Nacional de Sofia (Bulgaria), com a qual estreiou no Japão, apresentando “Tosca” de Puccini e “Cavalleria Rusticana” de Mascagni em 11 cidades, incluindo Toquio, no famoso Bunka Kaikan Hall. Em 2015 foi convidado como novo Regente Titular e Diretor Artistico da Orquestra Sinfonica de Universidade Estadual de Londrina e da Opera Orchestra Curytiba.

 

Rosana Lamosa

A carioca Rosana Lamosa é uma das mais importantes sopranos brasileiras , sendo reconhecida pela critica e meio cultural que lhe agraciou com os Premios APCA (1996), Carlos Gomes (1998 e 2002) e a Ordem do Ipiranga (2010) no grau de Comendadeira. Presença freqüente nos principais palcos de opera, esteve em memoráveis montagens de La Traviata, L’elisir d’amore, Carmen, La Bohème, Romeo et Julliete, Don Giovanni e Le Nozze di Figaro. Foi Manon na célèbre produção do Festival Amazonas de Ópera, onde também participou da primeira produção brasileira do Anel do Nibelungo de Wagner. Cantou O Guarany em Lisboa, Armide no Festival de Buxton na Inglaterra, Rigoletto nos EUA e tem atuado também como concertista, tendo se apresentado no Carnegie Hall e no Concert Hall de Seoul. Protagonizou as estréias brasileiras de Magdalena de Villa-Lobos, Alma de Claudio Santoro e A Tempestade de Ronaldo Miranda. Apresentou-se para o Papa João Paulo II durante sua visita ao Brasil e na 9ª Sinfonia sob regência de Kurt Masur.

 

Gisele Produções

Gisele Produções Artísticas é uma empresa atuante na produção musical erudita nas formações de Música de Câmara, Ópera, Oratório, Concertos, etc. Valoriza e impulsiona os músicos maringaenses sob tutoria de orientadores de grande relevância no cenário nacional e internacional. Atuamos por meio de produções independentes e leis de incentivo fiscal municipal, estadual e federal.

Em Maringá desde 2013, desenvolve concertos de caráter profissional e didático com temáticas populares como o projeto Concerto nos Parques(2013 e 2014), que tem como objetivo ofertar a população concertos em parques e praças públicas, encontrando um público que não tem o hábito de ir a sala de concerto tradicional.

No ano de 2015, no Teatro Calil Haddad foi realizado o primeiro concerto de Música de Câmara com a soprano Celina Garcia Delmonaco e a pianista Rebecca Rodrigues. Duas musicistas locais, nascidas na região com forte trabalho acadêmico e experiência profissional, Mestres em música, cada uma na sua área, mas atuante de forma integral na música de Câmara. Também em 2015 realizamos a Temporada de Óperas 2015, tendo como direção musical a renomada mezzo soprano Denise Sartori. Este projeto foi viabilizado pela lei de incentivo a cultura municipal de Maringá pelo prêmio Aniceto Matti e contou com participação integrada de solistas da região de Maringá, Londrina e Curitiba, PR.

Ao final de 2015 realizamos, pela primeira vez de forma itinerante o Oratório Messias, com coro, orquestra e Solistas. O Primeiro concerto realizado em três cidade da região (Maringá, Mandaguaçu e Sarandi) em centros culturais. A obra de George Frederich Handel pode ser ouvida em cidade onde nunca antes houve orquestra, como no caso de Mandaguaçu, ainda com produção musical completamente local sob regência da maestrina Andreia Anhezini.

Nosso público alvo são das cidades de Maringá e região. Dessa forma, cremos que a missão é a difusão dos bens culturais que confeccionamos para nossa população de forma democrática, tendo na cultura um alicerce importante no desenvolvimento humano nos lugares onde atuamos.

 

OSUEL Orquestra Sinfônica da UEL

Criada em 14 de março de 1984, na gestão do Reitor Dr. Marco Antonio Fiori, foi a primeira orquestra fundada no Paraná. Visa difundir o repertório sinfônico tradicional e contemporâneo universal, bem como obras brasileiras. Foi dirigida pelos maestros Othônio Benvenuto, José Eduardo Gramani, Cláudia Feres, Norton Morozowicz, Evgueni Ratchev, Wagner Polistchuk, Martin Tuksa e Henrique Vieira. Anualmente realiza a série de concertos “Temporada Ouro Verde” e os “Concertos Didáticos” com o objetivo de contribuir para a formação cultural e artística da comunidade universitária e externa. Em 1999, gravou o primeiro CD e, em 2000, realizou a gravação ao vivo do segundo CD, ambos sob a regência do maestro Norton Morozowicz. Em 2003, recebeu a “Comenda Ouro Verde”, homenagem da Câmara Municipal de Londrina. A OSUEL está presente nos mais importantes eventos culturais e artísticos do Estado, desempenhando relevante papel na sociedade.

 

Coro Escola da UEM

O grupo iniciou seus trabalhos em Agosto de 2004 em parceria com a Escola de Musica da UEM sob a direção do Profº John de Castro. Mantém atividades ininterruptas e vem se consolidando, nestes nove anos de atividade, como um pólo constante de atuação artística dentro das ações de extensão do Curso de Graduação em Música da UEM (Corais do Departamento de Música).

O Coral é formado por alunos, professores e funcionários da Comunidade Acadêmica da UEM e também comunidade externa. O Coral se tornou também uma escola para os alunos do curso de graduação em Música na medida em que fornece vasto campo de estágio orientado para esses acadêmicos.  Os principais objetivos estão direcionados à formação técnico-vocal dos participantes, à vivência artística através da atividade do canto coral e ao aprimoramento musical dos coralistas e monitores através de aulas de sensibilização musical, de técnica vocal e estudo de repertório coral diversificado.  

Desde 2004, o Coral vem realizando várias apresentações com destaque para a participação dentro de várias edições do Festival Internacional de Corais de Maringá, dos seis Encontros e Festival dos Corais do Curso de Graduação em Música da UEM,  abertura em eventos da UEM como a Semana da Geografia, Semana da Matemática, Encontros de Corais de Campo Mourão, Paranavaí, Santa Fé  e outros.
Desde Agosto de 2005 é dirigido pela maestrina Andréia Anhezini, Professora de Regência Coral do Curso de Graduação em Música da UEM.

Os atuais acadêmicos e estagiários em Regência e Piano Co-Repetidor  são:
Dilber Gonçalves, Karen Zeferino, Mariane Ienda Gonçalves, Sóstenes Pereira e Vidlin Carvalho.

Os ensaios acontecem todas as terças das 18:30 às 21h no Bloco 08 da UEM.